quinta-feira, 31 de março de 2011

Mangá e Animê

Dando continuidade ao projeto de estudos de cultura estrangeira, vamos nos aventurar pelo mundo dos mangás e dos animês. 

O mangá é o nome as histórias em quadrinhos feitas no estilo japonês. Já os animês são os desenhos animados produzidos no Japão.

O mangá tem características marcantes, por exemplo, os grandes olhos de seus personagens, para maior expressividade, e também das páginas em preto e branco.

A ordem de leitura dos mangás também é diferente daquela que estamos acostumados. Um livro japonês começa pelo que seria o fim de uma publicação ocidental. Além disso, o texto é disposto da direita para a esquerda

Veja a imagem a seguir e descubra como ler um mangá: 
http://mangasjbc.uol.com.br/como-ler/

Vários mangás dão origem a animês para exibição na televisão, em vídeo ou em cinemas, mas também há o processo inverso em que os animes tornam-se uma edição impressa de história em sequência ou de ilustrações.

quarta-feira, 23 de março de 2011

Saímos no clipping Educação em Dia

Saímos no clipping Educação em Dia, uma iniciativa da Diretoria de Projetos Educacionais da Fundação Padre Anchieta da TV Cultura. 

segunda-feira, 21 de março de 2011

Pioneiro Entrevista

Sobre o projeto Japão e as atividades desenvolvidas após o terremoto.

Viviane – 9 anos

Por que é importante fazer esses desenhos?
Para deixar os japoneses felizes.

O que você mais gostou durante a atividade?
Eu gostei muito de desenhar pra eles e desejo que eles tenham as escolas de volta.

Qual foi o seu sentimento ao desenhar e gravar as mensagens de vídeo?
Que eles tivessem tudo de volta.


Jéssica – 9 anos

Por que é importante fazer esses desenhos?
Para passar alegria para eles.

O que você mais gostou durante a atividade?
Eu gosto muito de desenhar, e eu gostei muito de desenhar para eles.

Qual foi o seu sentimento ao desenhar e gravar as mensagens de vídeo?
Eu senti muita pena de quem perdeu tudo, tem gente que perdeu o pai, que perdeu a casa. Eu fiquei muito triste.



Augusto – 7 anos

Por que é importante fazer esses desenhos?
É importante pra deixar eles mais felizes, para que eles esqueçam o tsunami e lembrem da alegria.

O que você mais gostou durante a atividade?
Eu gostei muito de fazer o desenho e desenhei o que eu gostaria que eles tivessem de volta.

Qual foi o seu sentimento ao desenhar e gravar as mensagens de vídeo?
Amor.


Gustavo – 5 anos

Por que é importante fazer esses desenhos?
Porque eu queria muito conhecer as crianças de lá.

O que você mais gostou durante a atividade?
Eu gostei de fazer o desenho.

Qual foi o seu sentimento ao desenhar e gravar as mensagens de vídeo?
Amizade.


Mateus – 5 anos

Por que é importante fazer esses desenhos?
Porque eu não gosto de tudo bagunçado e nem destruído.

O que você mais gostou durante a atividade?
Eu gostei de desenhar.

Qual foi o seu sentimento ao desenhar e gravar as mensagens de vídeo?
Eu gostaria de poder mandar um brinquedo.

domingo, 20 de março de 2011

Saímos na Folhinha Online

Nosso projeto foi citado pela Folhinha Online dia 19/03/2011, em decorrência do projeto iniciado no início de março onde estamos estudando o tema cultura estrangeira. Nosso ponto de partida foi o Japão e o terremoto e o tsunami se tornaram tema de aula e nos levaram a promover algumas ações de solidariedade.
 
O link para a matéria: http://www1.folha.uol.com.br/folhinha/890705-terremoto-mobiliza-criancas-no-brasil.shtml

quinta-feira, 17 de março de 2011

Uma semana após o terremoto no Japão...

Nossa semana foi de muitos questionamentos, muitas histórias de famílias compartilhadas e muitas ações para entender melhor o que houve no Japão. Foi tempo também de pensar em ações que levem uma mensagem de amor, amizade e esperança ao Japão. 

As crianças optaram por desenhar para expressar seus sentimentos e seus desejos de um amanhã melhor para os irmãos japoneses e eu sugeri a eles que fizessemos pequenos vídeos também.

Japão

Fizemos também algumas mensagens gravadas em formato vídeo, confira!

video

O colégio também recebeu a visita da TV Brasil no dia 16/03 e nossos pequenos participaram da matéria, uma vez, que nós já estavamos totalmente inseridos no assunto Japão e por coincidência haviamos feito uma viagem através do Google Earth a Sendai, cidade onde nasceu a Sra. Michie Akama, fundadora de nosso colégio. 

sexta-feira, 11 de março de 2011

Terremoto no Japão

Como não poderia ser diferente, não poderíamos deixar de dividir nossa aula sobre cultura de jogos com os acontecimentos recentes no Japão. 

Logo pela manhã todos os meios de comunicação noticiavam sobre o terremoto de 8,9 pontos na Escala Richter que atingiu o Japão nesta sexta-feira. Voltamos um pouquinho para o Google Earth para ver onde tudo começou. Vimos o epicentro através dos dados disponibilizados pela USGS e por coincidência Sendai, a cidade que recebeu o Tsunami, foi tema de estudo nas aulas passadas. 

De acordo com reportagem do UOL:
Sendai é uma das cidades mais atingidas, edifícios ficaram em chamas, o aeroporto, no distrito de Miyagi, foi fechado depois de ser inundado com carros e demais veículos que estavam nos arredores durante o tremor, e as estradas estão repletas de lamas.

As crianças logo pela manhã já estavam informadíssimas sobre todo o ocorrido e quem deu a aula só pra variar foram eles, explicando o que era Tsunami, como começa um terremoto, comentando sobre os parentes e amigos de suas famílias que vivem por lá e etc. 

Trataremos deste tema com profundidade nas próximas aulas.

quinta-feira, 10 de março de 2011

O Japão e o Videogame

Alguns afirmam que a história da Nintendo se confunde com a própria história dos jogos eletrônicos ou dos games. Penso eu, o que teria sido da minha infância sem Mario Bross, Donkey Kong, Zelda e tantos outros. 

Sucessos como Super Mario e Donkey Kong ganharam gráficos incríveis com o Nintendo Wii, mas será que as crianças de hoje sabem como era jogar videogame há 10 ou 20 anos atrás?

Hoje é dia de mergulhar na cultura dos jogos e nos divertir com um dos personagens mais marcantes da história dos games: Super Mario.



Mais jogos, com as mais diversas variações você encontra no MarioJogos.

sexta-feira, 4 de março de 2011

Momotaro e Google Earth

Parte I - Momotaro

Hoje foi dia de embarcar em uma lenda muito famosa no Japão, a lenda do Momotaro: o menino que nasceu do pêssego. 

Se você não conhece a lenda dê uma espiada no vídeo abaixo. Este vídeo na verdade é uma apresentação de Power Point criada há anos atrás pela educadora Eva Ono, que usou os recursos disponíveis na época e achei muito legal para usar na aula. Transformei o material em um vídeo para colocar aqui.

video


Recontando a Lenda: história coletiva da turma da manhã
 E se eu fosse Momotaro hoje? Como eu faria?

Minha transcrição da história contada por eles:
Era uma vez vários professores e o reino do Pioneiro, certo dia a tia Débora ligou o computador e um vírus pulou do computador. Com o tempo e com a boa convivência na escola, o vírus "ficou do bem" e ele decidiu defender os dados do Pioneiro e pra isso usou seu celular para convidar seus amigos  do videogame: Sonic, Donkey Kong e Super Mário para recuperarem tudo o que havia isso roubado do colégio. Era importante lutar em equipe para que a barra de força sempre estivesse verde e eles não morressem lutando. 

 Recontando a Lenda: história coletiva da turma da tarde
 E se eu fosse Momotaro hoje? Como eu faria?

Minha transcrição da história contada por eles:
As pessoas da ilha da banana viviam em paz e certo dia quando o computador gigante da ilha explodiu dando vida ao Computotário. Certo dia a ilha foi atacada pelos os Choqueiros (monstros do choque elétrico)  e a paz que que reinava nessa ilha deixou de existir. Computotário mandou um e-mail para seus parceiros de game Hulk, Ben 10 e Donkey Kong pedindo ajuda para acabar com o mal do choque. Eles nadaram bravamente até o esconderijo dos Choqueiros e lá travaram uma batalha. 

 Parte II - Google Earth

Eu havia planejado usar a recém lançada Qwiki, para podermos observar melhor alguns pontos turísticos e a geografia de Japão de maneira mais organizada achando que seria demais! Depois de 3 minutos de atividade veio a descontentamento dos alunos:
...isso é muito chato, nós queremos navegar!
Com o recado devidamente entendido, pedi para que fechassem os navegadores e abrissem o Google Earth. Com a experiência da aula passada de navegação rapidamente eles foram descobrindo coisas novas, como os vulcões, as melhores praias para surfe e por aí vai. Até que alguém descobriu que dava pra visualizar o céu e neste momento adeus aula do Japão. Eles simplesmente adoraram navegar pelo céu, o entusiasmo era imenso ao acharem algo que o pai já mostrou apontando o dedo para o céu, ao descobrir o signo e alguns nomes dos Cavaleiros do Zodíaco.

No momento que um deles descobriu que dava pra ir  à Marte e ao aproximar o zoom achou um desenho de homens verdes imediatamente gritou: achei um alienígena! Nunca vou esquecer a decepção dos mais novinhos ao descobrirem que não era bem isso. 

Essa é uma daquelas aulas em que sair do script representa um ganho imenso.

Até a próxima, onde tentarei trazer todos de volta ao Japão.

quinta-feira, 3 de março de 2011

HinaMatsuri: Dia das Meninas

Dia 03/03 é comemorado no Japão o Dia das Meninas. Neste dia, costuma-se pedir saúde e felicidade para as meninas da família. 

Conhecido também como Hinamatsuri, a data tem como ritual a montagem de altares com panos vermelhos em degraus, chamados de Hinadan, onde são dispostas bonecas, que representam a família imperial, os serviçais e os músicos.

Segundo a tradição, as plataformas devem ser montadas aproximadamente na segunda quinzena de fevereiro e desmontadas até o dia 04 de março. Não se deve ultrapassar dia 04/03 para a desmontagem do altar para não trazer má sorte a menina.

Confira o Hinadan adaptado dos alunos do Período Integral Opcional
Foto de Débora Sebriam

Crédito Imagem 1
By Ph0kin (Own work) [Public domain], via Wikimedia Commons
http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Hinamatsuri_store_display.jpg

quarta-feira, 2 de março de 2011

Descobrindo o Japão

Nossa viagem ao Japão começou!

Nossa dinâmica começou com as boas vindas da nossa nova amiga Margareth do post anterior (aqui). 

Começamos conversando sobre o que já conhecemos do Japão, os descendentes acabaram tendo algumas histórias interessantes pra contar, pois alguns nasceram por lá, alguns já visitaram e outros tem algum parente residente ou que já residiu. Os alunos pontuaram seus conhecimentos prévios como as particularidades em relação a alimentação, as festas populares, o fuso horário e a moeda do Japão.

Nossa aula inaugural consistiu em explorar o software Google Earth, começamos visualizando o Brasil e a partir daí descobrimos o Japão e exploramos algumas localizações que as crianças já conheciam como o Monte Fuji e a cidade de Sendai, onde nasceu a fundadora de nossa escola, Sra Michie Akama. Fomos também a Tókio, capital do Japão e lá as crianças começaram aos poucos a descobrir algumas das funcionalidades do programa como o Street View, as construções em 3D e o modo de visualização ao nível do solo.

Interessante a organização dos alunos que começaram a convidar os outros para compartilhar suas descobertas e ensinar como se chegava lá.

Questões relevantes que foram levantadas durante nossa viagem exploratória:
  • um aluno inverteu o norte e o mundo foi visto de "cabeça pra baixo". Nesta perspectiva o denominado hemisfério sul seria o norte e o formato dos países foi visualizado de outro perspectiva. Ou seja, o Brasil não seria mais "um país largo que termina fino", seria justamente o contrário.
  • Dica do Professor Fernando, diretor do ensino médio, vimos o mapa mundi japonês.
Fonte: http://www.aprendendojapones.com/2007/12/12/mapa-mundi-japones/

 Confira as Fotos
video

Nossa viagem continua na próxima aula, onde conheceremos a lenda do Momotaro e continuaremos a explorar pontos turísticos importantes do Japão no Google Earth. 

Até lá!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...