terça-feira, 29 de novembro de 2011

Metáforas Visuais com Gaudi II

Os alunos do Período Integral Opcional soltaram a imaginação e criaram suas metáforas visuais baseados em "La Pedrera" de Gaudí. Confira:

video

Com esta atividade encerramos mais um ano. Já são 2 anos de sucesso! A mistura entre protagonismo e autonomia gerou grandes projetos ao longo deste período. 

Nos vemos em 2012 :)

terça-feira, 22 de novembro de 2011

Criando Metáforas Visuais com Gaudí

Embarcando em uma das ideias do site Pedrera Educació foi proposto a turminha um vídeo e uma série de imagens para que eles criassem suas próprias imagens à partir das suas percepções e sensações em relação a Casa Milà.


Usamos também imagens do prédio, disponíveis no próprio site para criar nossas metáforas visuais, estimulando a criatividade das crianças que representaram seus pensamentos com desenhos.

video
 Reprodução das imagens propostas no Pedrera Educació

Em breve a produção dos alunos será publicada por aqui. Fique ligado!

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Explorando Gaudí e "La Pedrera"

Dando continuidade ao projeto Espanha nos deparamos com o gênio Antoni Gaudí e iniciamos nossa viagem por Barcelona visitando "La Pedrera". 

Um pouco de História 
A Antoni Gaudí, um dos seus professores disse: “não sei se estamos dando o título de arquiteto a um gênio ou a um louco.” Pois bem, o gênio se tornou um personagem universal e exerce uma poderosa atração sobre todos os públicos. Entre suas obras estão o Parque Guel, a CasaVicens, a Casa Batló, a cripta da Sagrada Família, entre outras. Gostaria de falar especificamente sobre a Casa Milà ou “La Pedrera” como é conhecida devido ao seu aspecto exterior. Foi a última grande construção civil realizada por Antoni Gaudí em toda a sua carreira.

La Pedrera apresenta importantes novidades em relação às casas de habitação anteriores construídas por Gaudí. Foi construída entre 1906 e 1912 e no ano 1984 obteve o reconhecimento da UNESCO como Bem Cultural do Patrimônio Mundial. Está situada em Barcelona, na confluência de duas ruas perpendiculares, o Paseo de Gracia e a rua Provença, cujo ângulo de cruzamento Gaudí eliminou por meio de uma fachada contínua de superfície ondulante.

La Pedrera na minha Escola

Para conhecer e explorar esta fantástica construção ou obra de arte como alguns preferem classificá-la não é preciso ir até Barcelona. A Caixa Catalunya mantem o site La Pedrera Educació, onde é possível conhecer tudo sobre a obra, sua história, galeria de imagens e conta com um interessante espaço interativo que permite ao usuário gerar conteúdo. É possível criar:
  • improvisação audiovisual (transforma seu teclado em um órgão, enquanto clica nas imagens de “la pedrera”, grave tudo e compartilhe)
  • metáforas visuais
  • metáforas literárias
  • história em quadrinhos
  • animações
  • ou projetos do usuário
A galerinha do opcional começou esta aventura criando seus comics e filmes. Aqui no Período Integral Opcional existem crianças alfabetizadas e não alfabetizadas. Como notaram, o site está em espanhol, mas isso não é nem de perto barreira para os nativos digitais que navegam feito gente grande, praticamente sem intervenção. Eles arriscam, descobrem as funções, se ajudam e compartilham suas criações!

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

Brancas de neves e os anões

Divulgando um trabalho sensacional realizado pela profa. Silvia Marilia Aguiar, do período da manhã do período integral opcional.

A galerinha fez um teatrinho adaptando o conto de fadas da Branca de Neve. Confira como ficou:

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Dando início a mais um projeto focado em explorar a cultura de alguns países, começamos nossa viagem pela Espanha! Vamos da geografia a grandes artistas como Antoni Gaudi e Pablo Picasso. 

Com o auxílio do software Google Earth, começamos explorando o país, conhecendo as principais cidades, seus pontos turísticos e curiosidades. Essa busca inicial foi livre, os alunos individualmente ou em duplas escolhiam uma cidade e buscavam locais-monumentos que chamavam a  sua atenção e os outros alunos eram convidados a se integrar e todos pesquisamos mais detalhes sobre a escolha.

Essa dinâmica foi extremamente interessante, na medida que o grupo cria um ritmo onde todos participam e tem seu espaço para contribuir e compartilhar.

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Soltando a Imaginação

Antes de partir para mais um projeto extenso, demos uma parada no mundo mágico dos bonequinhos estilo Lego/Playmobil e no fundo do mar. 

A proposta foi soltar a imaginação e cada aluno ou dupla (a moçadinha podia decidir como trabalhar) montaria o seu boneco/cenário para compartilhar com os outros colegas. Eles deveriam tentar expressar como se veem ou algo que eles gostem nas suas montagens. 

Para desenvolver a atividade usamos dois sites muito legais, o The Reef e o The Mini-Mizer. O The Reef permite salvar o produto final sem a necessidade de cadastro, já no Minifig, usamos um software de captura para guardar a imagem.

Confira o resultado desta atividade super legal que agradou e empolgou a todos!

video

video

Prezados pais, vocês que nos acompanham aqui pelo blog, esta é uma atividade super legal para fazer em família, não acham? Acessem os seguintes links para entrar na brincadeira e soltar a imaginação com seus filhos:

The Mini-Mizer

The Reef

Até a próxima!

quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Recriando Abbey Road

Olá pessoal!

E eis que cumprimos nosso primeiro desafio. "Recriamos à moda da casa" a famosa capa do álbum Abbey Road - The Beatles.

A galerinha montou o cenário, o figurino e posou para a foto!

Foi uma atividade extremamente prazerosa e criativa, é muito legal ver o engajamento dos alunos, o trabalho em equipe para criar um trabalho simples e gratificante para todos.

video

quarta-feira, 17 de agosto de 2011

National Gallery + Sherlock Holmes + Beatles

Estamos de volta, prontos para um 2º semestre recheado de atividades que priorizam o aprendizado focado na troca, no compartilhamento e na criação coletiva e colaborativa.

Para o pontapé inicial, decidimos fazer uma pequena revisão das últimas atividades realizadas, como a visita virtual a National Gallery de London, usando o Google Art Project e também, “incorporamos” nosso lado curioso representando o maior detetive de todos os tempos: Sherlock Holmes. (Você encontra os links no post anterior clicando aqui).

Conforme estabelecido em um batepapo anterior,  alguns alunos citaram os Beatles e todos se interessaram por saber mais sobre esta banda que marcou história e continua encantando as novas gerações. 

Acessamos o site The Beatles, vimos as capas dos álbuns, as fotos dos integrantes,  assistimos o clipe Love Me Do e começamos a pensar no nosso 1º desafio! 


Decidimos recriar a capa do álbum Abbey Road e para começar a imaginar nosso cenário e ideias vimos alguns exemplos:

Beatles Nos vemos nos próximos encontros!

segunda-feira, 27 de junho de 2011

National Gallery e Sherlock Holmes

National Gallery London
Dando continuidade a nossa viagem a Londres, continuamos nossa visita virtual ao National Gallery London, através do Google Art Project e também falamos sobre o detetive mais famoso de todos os tempos: Sherlock Holmes.


Depois de conversarmos e trocarmos nossos conhecimentos sobre este lendário detetive, nos transformamos também no mestre dos disfarces e fomos investigar algumas cenas através de 3 games:


Confira as fotos da galerinha navegando pela National Gallery London
video

Nos despedimos por este semestre e voltaremos em agosto.

Boas férias a todos!

segunda-feira, 13 de junho de 2011

Próxima parada: National Gallery - Londres


Uma nova viagem é proposta, depois de navegar no Google Earth desbravando Londres, chegou a hora de alimentar nossas almas com cultura e passear por um dos museus mais importantes do mundo. 

Usamos o Google Art Project, um projeto audacioso que colocou no ar parte das obras expostas em 17 museus do mundo. São mais de 1000 imagens, mais de 400 artistas, tudo em um local só, a distância de um clique do mouse! 

Confira a lista de museus:
  • Alte National Galerie – Berlim
  • Free Gallery of Art Smithsonian – Washington
  • Gemäldegalerie – Berlim
  • MoMA, The Museum of Modern Art – Nova York
  • Museo Reina Sofia – Madri
  • Museo Thyssen-Bornemisza – Madri
  • Museum Kampa – Praga
  • National Gallery – Londres
  • Palace of VersaillesIle-de-France
  • Rijksmuseum – Amsterdam
  • Tate Britain – Londres
  • The Frick Collection – Nova York
  • The Metropolitan Museum of Art – Nova York
  • The State Hermitage Museum – São Petersburgo
  • The State Tretyakov – Moscou
  • The Uffizi Gallery – Florença
  • Van Gogh Museum – Amsterdam
O desafio da visita consistiu em escolher o quadro que mais chamasse a atenção dos alunos e eles teriam que explicar o porque. A explicação ficou para a próxima aula, eles se empolgaram muito durante a navegação, levantavam para ver os quadros dos colegas, descreviam o que viam, comparavam opiniões, alguns geraram polêmica ao dizer que os homens se vestiam como mulheres, mas o desfecho dessa conversa eu conto na próxima aula, pois retomaremos o debate.

Veja como foi:
video

O tempo passou rápido e terminou com um coro de queremos mais na próxima aula! Nos vemos lá?

Aproveite para entender melhor o Google Art Project.


Imagem CC - http://www.flickr.com/photos/manicuredcorpse/5192752819/sizes/m/in/photostream/

segunda-feira, 30 de maio de 2011

Cultura Inglesa: Descobrindo a Inglaterra e Londres

A informática entra no projeto Cultura Inglesa como apoio as atividades realizadas em sala de aula.

Começamos nossa viagem descobrindo onde fica o país e desbravando sua capital: Londres

Para realizar nossa viagem usamos o software Google Earth. Começamos pelos pontos considerados turísticos. O que um viajante não pode perder ao visitar Londres? 

Aproveitamos o conhecimento prévio dos alunos e o que já ouvimos falar ou vimos pela tv ou internet. Você confere abaixo, alguns dos locais lembrados por nós. 

Embarque nessa viagem conosco!








sexta-feira, 20 de maio de 2011

Jogos Musicais: remixando, tocando e encantando

Captura de Tela - Reprodução - NatGeo Music Mixer

E chegou a hora de novas descobertas! Deixamos a orquestra para brincar de DJ e remixar sons e também para tocar na nossa banda ou sozinho.

Os novos jogos musicais trouxeram uma alegria contagiante pra nossa aula. Eles notaram a proximidade dos jogos musicais utilizados com o que já conhecem, praticam, ou ainda, veem os irmãos mais velhos jogando.

Incredibox

Step-Remix

NatGeo Music Mixer

3D SoundBox


Estilo Guitar Hero
  
Arrival Concert

Berimbau Hero


Ação e Aventura

Parody Island 

Symphonic Bus Tour 

Veja um exemplo de uma prática no Incredibox:


terça-feira, 10 de maio de 2011

Orquestra: Jogos Musicais

Para ampliarmos nosso conhecimento sobre os artistas e outros estilos, utilizamos vários games para aprender! 

Continuamos explorando o  SFSKids e o Instrumentos da Orquestra e adicionamos outros que compartilhamos em seguida:

Johann Sebastian Bach - Tocata e Fuga

Antonio Lucio Vivaldi - Quatro Estações

Benjamin Britten - The Young Person's Guide to the Orchestra

Aula de Música

Symphonic Bus Tour 

Outro jogos
 
Parody Island

Crie suas próprias melodias

Loopy Loops Bathroom

Confira as Fotos
video

segunda-feira, 2 de maio de 2011

Orquestrando na Escola

Dando continuidade aos nossos trabalhos após o feriadão, foi o momento de termos a nossa primeira experiência com uma orquestra real. Escolhemos a interpretação da clássica 9ª Sinfonia de Beethoven. 

video

Trabalhamos um pouco sobre as sensações de assistir a interpretação de uma obra clássica da música romantica. No geral, eles disseram que sentiram muita alegria, entretanto alguns, narraram ter sentido tristeza. É realmente muito interessante refletir sobre as emoções que a música pode causar nas pessoas. Fernando, nosso aluno do período da manhã, deu um show de conhecimento prévio sobre o artista escolhido e colaborou bastante no nosso debate inicial. Todos ficaram muito surpresos ao saber que Beethoven compôs a 9ª sinfonia quando já estava surdo.

Após esta parte inicial, exploramos uma nova ferramenta muito interessante: Instrumentos da Orquestra,  indicada pelo prof. Olavo Ito.
Ao passar o mouse sobre a superfície, além de descobrir o tipo de instrumento que fica naquela posição, também é possível escutar o som, pois os músicos passam a tocar. Ao clicar no maestro todos tocam ao mesmo tempo. Eles ficaram animados ao perceber que se lembravam sobre o posicionamento da orquestra e foram dando nome aos instrumentos durante a demonstração. 

A 3ª tarefa do dia, era continuar explorando o site SFSKids, principalmente o rádio para descobrir novos músicos e o laboratório musical, onde podiam interagir criando seus próprios sons.
 Até o próximo encontro musical!!!

segunda-feira, 18 de abril de 2011

SFS Kids: reconhecendo o terreno.

Começamos o novo projeto usando o site da San Francisco Symphony Kids.

Tomei o cuidado de confirmar as informações iniciais com a professora de música aqui do colégio, Bete Koga, que gentilmente está me auxiliando nesta nova empreitada.

Começamos entendendo algumas particularidades de uma Orquestra, como a sua formação, que se dá em meia lua devido a questão da harmônia. Também vimos qual a disposição dos instrumentos e o porque de ser como é. Através da imagem acima, os alunos foram descobrindo cada coisa, foram relatando que os instrumentos que possuem corda vem na frente, já os de percussão e os de sopro ficam na parte trás, quando questionados, rapidamente disseram: os mais barulhentos estão atrás! Concluimos, quanto mais forte o som do instrumento mais para trás ele fica.

Dica da professora Bete, também comentamos sobre uma pessoa muito importante, o Spalla, é o último músico a entrar no palco e o braço direito do maestro. Ele é o primeiro violinista, aquele que faz o solo de violino. Tem como funções, traduzir musicalmente as instruções do maestro para a orquestra e é responsável pela afinação antes da entrada do maestro.

Após estas descobertas iniciais, resolvi mostrar a eles rapidamente quais as possibilidades de interação no site, uma vez que, o mesmo está em inglês. Depois que eles foram efetivamente explorar, percebi que não era necessário. A usabilidade do site é tão excelente que ele se torna extremamente intuitivo, mesmo as crianças ainda não alfabetizadas não esboçaram nenhum tipo de dificuldade. 

Como eu já imaginava, a parte destinada ao rádio foi a menos explorada, pois esta, não proporciona interação. As mais apreciadas foram o laboratório e o cartão postal e foi muito interessante notar que não passaram a maior parte do tempo realizando as atividades sozinhos, aos poucos se juntaram em duplas ou até trios para poderem comentar as atividades. 

Registro da atividade (desta vez feito por mim, já que desta vez, ninguém se voluntariou para ser o fotógrafo).

video

quinta-feira, 14 de abril de 2011

Sons, Ritmo e Música

Damos início agora a uma nova viagem!

Embarcaremos no prazeroso e espetacular mundo dos sons, do ritmo e da música. Neste novo projeto, vamos explorar toda a nossa criatividade e os excelentes recursos digitais existentes sobre o tema. 

A Orquestra Sinfônica é nossa primeira parada nesta viagem. Começaremos usando um recurso muito interessante, onde de maneira não linear cada aluno irá navegar por um cenário virtual e escutar os instrumentos que compõem uma orquestra, assim como acessar um laboratório e criar seus próprios ritmos. Para simplesmente ouvir a diferentes peças clássicas, um “Rádio” oferece canais para mostrar diferentes gêneros ou categorias de música.


A San Francisco Symphony Kids fornece ferramentas interessantes para aprender música com  muita diversão. Mesmo um adulto interessado em entender os conceitos por trás da música ou na história de instrumentos pode passar uma hora muito divertida.

E para quem está pensando, mas está em inglês?!?! Esse é só mais um desafio a ser vencido pelos meus pequenos aventureiros.

segunda-feira, 11 de abril de 2011

Mangá e Animê: Games

A pedido dos pequenos, para entender melhor as características gerais dos mangás e animês nos dedicamos durante 2 semanas a explorar alguns games que encontrei com a ajuda deles.

No site allanimegames existem algumas opções interessantes, como construir seu próprio avatar, montar seu personagem de animê (versões menina e menino), jogos da memória, etc.

Confira abaixo algumas opções muito apreciadas pelas crianças.


quinta-feira, 31 de março de 2011

Mangá e Animê

Dando continuidade ao projeto de estudos de cultura estrangeira, vamos nos aventurar pelo mundo dos mangás e dos animês. 

O mangá é o nome as histórias em quadrinhos feitas no estilo japonês. Já os animês são os desenhos animados produzidos no Japão.

O mangá tem características marcantes, por exemplo, os grandes olhos de seus personagens, para maior expressividade, e também das páginas em preto e branco.

A ordem de leitura dos mangás também é diferente daquela que estamos acostumados. Um livro japonês começa pelo que seria o fim de uma publicação ocidental. Além disso, o texto é disposto da direita para a esquerda

Veja a imagem a seguir e descubra como ler um mangá: 
http://mangasjbc.uol.com.br/como-ler/

Vários mangás dão origem a animês para exibição na televisão, em vídeo ou em cinemas, mas também há o processo inverso em que os animes tornam-se uma edição impressa de história em sequência ou de ilustrações.

quarta-feira, 23 de março de 2011

Saímos no clipping Educação em Dia

Saímos no clipping Educação em Dia, uma iniciativa da Diretoria de Projetos Educacionais da Fundação Padre Anchieta da TV Cultura. 

segunda-feira, 21 de março de 2011

Pioneiro Entrevista

Sobre o projeto Japão e as atividades desenvolvidas após o terremoto.

Viviane – 9 anos

Por que é importante fazer esses desenhos?
Para deixar os japoneses felizes.

O que você mais gostou durante a atividade?
Eu gostei muito de desenhar pra eles e desejo que eles tenham as escolas de volta.

Qual foi o seu sentimento ao desenhar e gravar as mensagens de vídeo?
Que eles tivessem tudo de volta.


Jéssica – 9 anos

Por que é importante fazer esses desenhos?
Para passar alegria para eles.

O que você mais gostou durante a atividade?
Eu gosto muito de desenhar, e eu gostei muito de desenhar para eles.

Qual foi o seu sentimento ao desenhar e gravar as mensagens de vídeo?
Eu senti muita pena de quem perdeu tudo, tem gente que perdeu o pai, que perdeu a casa. Eu fiquei muito triste.



Augusto – 7 anos

Por que é importante fazer esses desenhos?
É importante pra deixar eles mais felizes, para que eles esqueçam o tsunami e lembrem da alegria.

O que você mais gostou durante a atividade?
Eu gostei muito de fazer o desenho e desenhei o que eu gostaria que eles tivessem de volta.

Qual foi o seu sentimento ao desenhar e gravar as mensagens de vídeo?
Amor.


Gustavo – 5 anos

Por que é importante fazer esses desenhos?
Porque eu queria muito conhecer as crianças de lá.

O que você mais gostou durante a atividade?
Eu gostei de fazer o desenho.

Qual foi o seu sentimento ao desenhar e gravar as mensagens de vídeo?
Amizade.


Mateus – 5 anos

Por que é importante fazer esses desenhos?
Porque eu não gosto de tudo bagunçado e nem destruído.

O que você mais gostou durante a atividade?
Eu gostei de desenhar.

Qual foi o seu sentimento ao desenhar e gravar as mensagens de vídeo?
Eu gostaria de poder mandar um brinquedo.

domingo, 20 de março de 2011

Saímos na Folhinha Online

Nosso projeto foi citado pela Folhinha Online dia 19/03/2011, em decorrência do projeto iniciado no início de março onde estamos estudando o tema cultura estrangeira. Nosso ponto de partida foi o Japão e o terremoto e o tsunami se tornaram tema de aula e nos levaram a promover algumas ações de solidariedade.
 
O link para a matéria: http://www1.folha.uol.com.br/folhinha/890705-terremoto-mobiliza-criancas-no-brasil.shtml

quinta-feira, 17 de março de 2011

Uma semana após o terremoto no Japão...

Nossa semana foi de muitos questionamentos, muitas histórias de famílias compartilhadas e muitas ações para entender melhor o que houve no Japão. Foi tempo também de pensar em ações que levem uma mensagem de amor, amizade e esperança ao Japão. 

As crianças optaram por desenhar para expressar seus sentimentos e seus desejos de um amanhã melhor para os irmãos japoneses e eu sugeri a eles que fizessemos pequenos vídeos também.

Japão

Fizemos também algumas mensagens gravadas em formato vídeo, confira!

video

O colégio também recebeu a visita da TV Brasil no dia 16/03 e nossos pequenos participaram da matéria, uma vez, que nós já estavamos totalmente inseridos no assunto Japão e por coincidência haviamos feito uma viagem através do Google Earth a Sendai, cidade onde nasceu a Sra. Michie Akama, fundadora de nosso colégio. 

sexta-feira, 11 de março de 2011

Terremoto no Japão

Como não poderia ser diferente, não poderíamos deixar de dividir nossa aula sobre cultura de jogos com os acontecimentos recentes no Japão. 

Logo pela manhã todos os meios de comunicação noticiavam sobre o terremoto de 8,9 pontos na Escala Richter que atingiu o Japão nesta sexta-feira. Voltamos um pouquinho para o Google Earth para ver onde tudo começou. Vimos o epicentro através dos dados disponibilizados pela USGS e por coincidência Sendai, a cidade que recebeu o Tsunami, foi tema de estudo nas aulas passadas. 

De acordo com reportagem do UOL:
Sendai é uma das cidades mais atingidas, edifícios ficaram em chamas, o aeroporto, no distrito de Miyagi, foi fechado depois de ser inundado com carros e demais veículos que estavam nos arredores durante o tremor, e as estradas estão repletas de lamas.

As crianças logo pela manhã já estavam informadíssimas sobre todo o ocorrido e quem deu a aula só pra variar foram eles, explicando o que era Tsunami, como começa um terremoto, comentando sobre os parentes e amigos de suas famílias que vivem por lá e etc. 

Trataremos deste tema com profundidade nas próximas aulas.

quinta-feira, 10 de março de 2011

O Japão e o Videogame

Alguns afirmam que a história da Nintendo se confunde com a própria história dos jogos eletrônicos ou dos games. Penso eu, o que teria sido da minha infância sem Mario Bross, Donkey Kong, Zelda e tantos outros. 

Sucessos como Super Mario e Donkey Kong ganharam gráficos incríveis com o Nintendo Wii, mas será que as crianças de hoje sabem como era jogar videogame há 10 ou 20 anos atrás?

Hoje é dia de mergulhar na cultura dos jogos e nos divertir com um dos personagens mais marcantes da história dos games: Super Mario.



Mais jogos, com as mais diversas variações você encontra no MarioJogos.

sexta-feira, 4 de março de 2011

Momotaro e Google Earth

Parte I - Momotaro

Hoje foi dia de embarcar em uma lenda muito famosa no Japão, a lenda do Momotaro: o menino que nasceu do pêssego. 

Se você não conhece a lenda dê uma espiada no vídeo abaixo. Este vídeo na verdade é uma apresentação de Power Point criada há anos atrás pela educadora Eva Ono, que usou os recursos disponíveis na época e achei muito legal para usar na aula. Transformei o material em um vídeo para colocar aqui.

video


Recontando a Lenda: história coletiva da turma da manhã
 E se eu fosse Momotaro hoje? Como eu faria?

Minha transcrição da história contada por eles:
Era uma vez vários professores e o reino do Pioneiro, certo dia a tia Débora ligou o computador e um vírus pulou do computador. Com o tempo e com a boa convivência na escola, o vírus "ficou do bem" e ele decidiu defender os dados do Pioneiro e pra isso usou seu celular para convidar seus amigos  do videogame: Sonic, Donkey Kong e Super Mário para recuperarem tudo o que havia isso roubado do colégio. Era importante lutar em equipe para que a barra de força sempre estivesse verde e eles não morressem lutando. 

 Recontando a Lenda: história coletiva da turma da tarde
 E se eu fosse Momotaro hoje? Como eu faria?

Minha transcrição da história contada por eles:
As pessoas da ilha da banana viviam em paz e certo dia quando o computador gigante da ilha explodiu dando vida ao Computotário. Certo dia a ilha foi atacada pelos os Choqueiros (monstros do choque elétrico)  e a paz que que reinava nessa ilha deixou de existir. Computotário mandou um e-mail para seus parceiros de game Hulk, Ben 10 e Donkey Kong pedindo ajuda para acabar com o mal do choque. Eles nadaram bravamente até o esconderijo dos Choqueiros e lá travaram uma batalha. 

 Parte II - Google Earth

Eu havia planejado usar a recém lançada Qwiki, para podermos observar melhor alguns pontos turísticos e a geografia de Japão de maneira mais organizada achando que seria demais! Depois de 3 minutos de atividade veio a descontentamento dos alunos:
...isso é muito chato, nós queremos navegar!
Com o recado devidamente entendido, pedi para que fechassem os navegadores e abrissem o Google Earth. Com a experiência da aula passada de navegação rapidamente eles foram descobrindo coisas novas, como os vulcões, as melhores praias para surfe e por aí vai. Até que alguém descobriu que dava pra visualizar o céu e neste momento adeus aula do Japão. Eles simplesmente adoraram navegar pelo céu, o entusiasmo era imenso ao acharem algo que o pai já mostrou apontando o dedo para o céu, ao descobrir o signo e alguns nomes dos Cavaleiros do Zodíaco.

No momento que um deles descobriu que dava pra ir  à Marte e ao aproximar o zoom achou um desenho de homens verdes imediatamente gritou: achei um alienígena! Nunca vou esquecer a decepção dos mais novinhos ao descobrirem que não era bem isso. 

Essa é uma daquelas aulas em que sair do script representa um ganho imenso.

Até a próxima, onde tentarei trazer todos de volta ao Japão.

quinta-feira, 3 de março de 2011

HinaMatsuri: Dia das Meninas

Dia 03/03 é comemorado no Japão o Dia das Meninas. Neste dia, costuma-se pedir saúde e felicidade para as meninas da família. 

Conhecido também como Hinamatsuri, a data tem como ritual a montagem de altares com panos vermelhos em degraus, chamados de Hinadan, onde são dispostas bonecas, que representam a família imperial, os serviçais e os músicos.

Segundo a tradição, as plataformas devem ser montadas aproximadamente na segunda quinzena de fevereiro e desmontadas até o dia 04 de março. Não se deve ultrapassar dia 04/03 para a desmontagem do altar para não trazer má sorte a menina.

Confira o Hinadan adaptado dos alunos do Período Integral Opcional
Foto de Débora Sebriam

Crédito Imagem 1
By Ph0kin (Own work) [Public domain], via Wikimedia Commons
http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Hinamatsuri_store_display.jpg

quarta-feira, 2 de março de 2011

Descobrindo o Japão

Nossa viagem ao Japão começou!

Nossa dinâmica começou com as boas vindas da nossa nova amiga Margareth do post anterior (aqui). 

Começamos conversando sobre o que já conhecemos do Japão, os descendentes acabaram tendo algumas histórias interessantes pra contar, pois alguns nasceram por lá, alguns já visitaram e outros tem algum parente residente ou que já residiu. Os alunos pontuaram seus conhecimentos prévios como as particularidades em relação a alimentação, as festas populares, o fuso horário e a moeda do Japão.

Nossa aula inaugural consistiu em explorar o software Google Earth, começamos visualizando o Brasil e a partir daí descobrimos o Japão e exploramos algumas localizações que as crianças já conheciam como o Monte Fuji e a cidade de Sendai, onde nasceu a fundadora de nossa escola, Sra Michie Akama. Fomos também a Tókio, capital do Japão e lá as crianças começaram aos poucos a descobrir algumas das funcionalidades do programa como o Street View, as construções em 3D e o modo de visualização ao nível do solo.

Interessante a organização dos alunos que começaram a convidar os outros para compartilhar suas descobertas e ensinar como se chegava lá.

Questões relevantes que foram levantadas durante nossa viagem exploratória:
  • um aluno inverteu o norte e o mundo foi visto de "cabeça pra baixo". Nesta perspectiva o denominado hemisfério sul seria o norte e o formato dos países foi visualizado de outro perspectiva. Ou seja, o Brasil não seria mais "um país largo que termina fino", seria justamente o contrário.
  • Dica do Professor Fernando, diretor do ensino médio, vimos o mapa mundi japonês.
Fonte: http://www.aprendendojapones.com/2007/12/12/mapa-mundi-japones/

 Confira as Fotos
video

Nossa viagem continua na próxima aula, onde conheceremos a lenda do Momotaro e continuaremos a explorar pontos turísticos importantes do Japão no Google Earth. 

Até lá!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...